Contos clássicos de vampiro

09:00 4 Comments A+ a-


Sinopse

Contos clássicos de vampiro reúne os primeiros e mais importantes textos de ficção tendo o vampiro como personagem literária. Presente em diversas culturas ao longo da história, essa “criatura da noite” sempre refletiu as angústias e temores de sua época, mas foi o caldeirão cultural, étnico e religioso do leste europeu que moldou a figura clássica do vampiro como um cadáver que retorna para se alimentar do sangue dos vivos. A partir do século XVIII, as diversas narrativas que circulavam na Sérvia e na Hungria chamaram a atenção de artistas e do público dos grandes centros, levando o vampiro para uma nova região que ele logo dominaria: a literatura. Esta coletânea abrange um período de cem anos de histórias de vampiros, desde o fragmento de Byron, passando pelo capítulo inicial de Drácula, suprimido por Bram Stoker, até o inédito “A tumba de Sarah”, de F.G. Loring. O leitor conta nesta edição com as obras seminais no campo da ficção, além de um apêndice com algumas das mais representativas produções literárias sobre o tema, como o fragmento do grego Filóstrato, e os poemas de Ossenfelder, Bürger,Goethe e Coleridge.

E aí, é bom?

TRECHO DE UM ROMANCE: Conto muito detalhado e que fez com que eu imaginasse totalmente tudo o que estava acontecendo naqueles lugares, principalmente na parte final, no qual teve mais diálogos, mas que o escritor não deixou de mostrar os detalhes do lugar e das pessoas. Não conta exatamente a história de um vampiro, mas foi responsável pela introdução dos vampiros na ficção inglesa.

O VAMPIRO: A leitura é muito boa, você quer saber se o Aubrey irá descobrir que o Lord é um vampiro ou não, mas chega uma parte que fica um pouco massante, pois você quer que as coisas aconteçam mais rápido e acabam não acontecendo.

O HÓSPEDE DE DRÁCULA: Um suspense interessante e que te deixa com algumas dúvidas quando finaliza a leitura. Gostei da forma como o autor detalhou os acontecimentos, principalmente quando se referia a sentidos.

PORQUE O SANGUE É VIDA: A história do conto é muito bom, porém faltou algo, sabe? É como se alguém estivesse contando a história para você, mas não soubesse contar direito. 

A MORTA AMOROSA: A cada palavra consegui sentir o que o autor quis passar nesse conto. Pra a verdade, creio que você sentirá um turbilhão de sentimentos, assim como eu me senti, pois o personagem a todo momento modifica o seu sentimento.

A TUMBA DE SARAH: A narração te faz imaginar claramente o que passa no conto e você quer sempre saber o que vai acontecer no próximo anoitecer. E tem um final totalmente diferente dos outros.

UM EPISÓDIO DA HISTÓRIA DA CATEDRAL: O suspense na história cresce gradualmente, mas não é a história mais interessante do livro, talvez por causa da forma como o suspense é implementado. Gostei muito da leitura e da forma como a história é contada pelo senhor Worby, mas ainda sim faltou algo.


Quis trazer para vocês uma resenha um pouco diferente, eu não falei do livro como um todo, mas contei um pouco sobre alguns dos contos que li. O livro tem mais conteúdo e é muito interessante, recomendo a leitura. O que vocês acharam?

4 comentários

Write comentários
Regina Kadov
AUTHOR
12/02/2015 23:33 delete

Louca pra ler esse livro agora *-*

Regina Kadov
http://femfizeumesma.blogspot.com.br/

Reply
avatar
13/02/2015 04:01 delete

Não conhecia este livro, mas confesso que fiquei curiosa pelas histórias que ele traz. =)
Gostei da tua resenha, principalmente por falar um pouco de cata conto.

Blog Profano Feminino

Reply
avatar
13/02/2015 12:04 delete

Quando ler me fala o que achou, viu?
Beijos.

Reply
avatar
13/02/2015 12:05 delete

É um livro bem legal. Gostou? Quis fazer algo diferente.
Beijos.

Reply
avatar